IMAGENS DE 29/03/2002: 

MORRO REUTER-RS:

Imagens panorâmicas de um pequeno município, localizado no alto da encosta da serra:    1,   2

 =>   Outras informações sobre Morro Reuter-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

NOVA PETRÓPOLIS-RS:

Imagens da subida da serra, pela BR-116:    1,   2,   3

 =>   Outras informações sobre Nova Petrópolis-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

CANELA-RS:

Cerimônias da 6a. Feira Santa, na Igreja Matriz:    1,   2,   3,   4,   5

 =>   Outras informações sobre Canela-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

GRAMADO-RS:

- Imagens do anoitecer na cidade:    1,   2,   3,   4,   5

- Imagens da procissão luminosa do "Senhor Morto":   

1,   2,   3,   4  5,   6,   7,   8,   9  10  11  12  13  14  15  16  17  18  19  20  21  22  23  24  25  26  27  28  29  30  31  32

A procissão do "Senhor Morto" ocorre há mais de 80 anos na cidade, na Sexta-feira Santa, que é dia santo para os seguidores da religião católica e outras religiões cristãs,  que constituem a maioria da população local, como também do Brasil. No corrente ano, foram utilizados 5 carros, com quatro passos da Paixão.

O primeiro carro levou a imagem do ECCE HOMO, do Bom Jesus atado a uma coluna, lembrando sua flagelação.

O segundo carro levou a imagem do Senhor dos Passos; é Jesus com a cruz nas costas, que cai sob o peso do lenho e dos pecados da humanidade.

O terceiro carro representou o calvário, com as imagens de Jesus Crucificado. A coroa dourada no alto da cruz lembra que o reino de Jesus não é desse mundo; a caveira nos pés da cruz representou Adão, que, segundo a lenda, estaria enterrado sob o Monte Calvário.

O quarto carro levou a tradicional imagem do Senhor Morto, lembrando que Jesus passou pela morte para ressuscitar ao terceiro dia. 

O quinto carro levou um pequeno fragmento da cruz de Jesus, que está exposto à veneração na igreja de Santa Cruz, em Roma.

Cada carro foi acompanhado pela respectiva irmandade. Após os carros e respectivas irmandades, seguiram as mulheres e, por fim, o povo. 

A idéia da procissão vem da Espanha que, desde o século XII, realiza grandiosas procissões.

Os confrades se vestiram com roupas para lembrar os monges penitentes da Idade Média, que saíam às ruas com capuzes sobre a cabeça e farrapos sobre o corpo, em sinal de penitência.

No total, cerca de 300 homens com tochas, tambores e matracas lembraram os soldados que prenderam Jesus e o crucificaram. Os sopros lembraram o pranto das filhas de Jerusalém.  As mulheres também participaram da procissão, vindo de vestes pretas e com a cabeça coberta por um véu. 

 =>   Outras informações sobre Gramado-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

IMAGENS DE 23 e 24/03/2002: 

CAMBARÁ DO SUL-RS:

Imagens do Parque Nacional dos Aparados da Serra:

a) Vistas panorâmicas do cânion:    1,   2,   3  4,   5,   6,   7,   8,   9  10,   11,   12,   13,   14,   15

b) Vistas da Cachoeira do Tigre:    1,   2,   3  4,   5,   6,   7,   8

c) Vistas da Pedra do Segredo, uma pedra que se equilibra sobre outra:    1,   2,   3

d) Ronda de um graxaim (ou cachorro do mato) ao redor do acampamento:    1

Canyon Fortaleza – Parque Nacional da Serra Geral 

O canyon Fortaleza, localizado no Parque Nacional da Serra Geral (PNSG), é uma das paisagens mais bonitas do Rio Grande do Sul.

O PNSG é uma reserva biológica criada para defender as últimas áreas de mata atlântica. Com cerca de 17.300 ha, o PNSG localiza-se próximo ao Parque Aparados da Serra, na região nordeste do Rio Grande do Sul e sudeste de Santa Catarina.

 Destacado pela sua beleza cênica com paisagens incríveis, o PNSG abriga os canyons Fortaleza, Malacara e Churriado, entre os mais conhecidos. Além dos canyons, o local é uma importante área de preservação com campos de gramíneas nativas, banhados, capões de mata de araucária e diversas espécies de animais, tais como lobo-guará, puma americano, jaguatirica,  ouriço, cuíca, jupati, macaco-prego, bugio, graxaim-do-mato, tatu-mulita, gavião-pato, gavião-pega-macaco, águia cinzenta, gralha-azul, papagaio do peito roxo, curucaca, entre outros. O parque também é ambiente ideal para espécies raras de orquídeas e bromélias.

  O Fortaleza é o mais extenso dos canyons, com mais de 8 km de comprimento. Em alguns pontos, suas escarpas chegam a atingir 800 metros de profundidade. Na parte mais alta, onde a fenda se abre em direção ao litoral catarinense, é possível avistar a praia de Torres, a 30 km de distância. O canyon ganhou o nome de Fortaleza devido à configuração do terreno, talhado de tal forma que lembra as  muralhas de um forte com suas pontes e torres.

 Mesmo sem estrutura, em algumas áreas do Fortaleza é permitido acampar e explorar a região sem necessidade de guia. Os pontos mais visitados do canyon são a Pedra do Segredo e a Cachoeira do Tigre.

 A Pedra do Segredo é um bloco monolítico com cinco metros de altura, apoiado sobre uma pequena base.

 A Cachoeira do Tigre Preto forma a mais bela queda d'água do conjunto de cascatas que se pode ver num ângulo bastante raro. As pedras permitem que se vá até o meio das águas.

 Autoria das imagens e da apresentação do Canyon Fortaleza:  Lilian Piraine Laranja, bolsista do CNPq e integrante do Navi-EA-UFRGS

 =>   Outras informações sobre Cambará do Sul-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

BENTO GONÇALVES-RS:

Imagens do Vale dos Vinhedos:

a) Casa Valduga   1,   2,   3  4,   5,   6,   7  

b) Vinícola Miolo   1,   2,   3,   4  5,   6,   7,   8,   9  10

c) Outras imagens do Vale:    1,   2,   3 (Tecnovin)  4,   5,   6,   7,   8,   9

 =>   Outras informações sobre Bento Gonçalves-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

MONTE BELO DO SUL-RS:

A cidade é muito pequena; emancipou-se em 1992; mantém os ares de uma típica "colônia italiana", em que todos se conhecem; nossa visita causou certo alvoroço na população, que aos domingos passa o tempo na praça central e nos bares e "botecos":    1,   2,   3  4  (vista de Bento Gonçalves, a partir de Monte Belo do Sul)

 =>   Outras informações sobre Monte Belo do Sul-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

IMAGENS DE 23/03/2002: 

PORTO ALEGRE-RS:

- Amanhecer na cidade:   1,   2

IMAGENS DE 17/03/2002: 

PORTO ALEGRE-RS:

- Bucólico e expressivo passeio de uma família humilde, de charrete, pela Avenida Ipiranga, numa tranqüila manhã de domingo:   1

- Vila Planetário, urbanizada em 1989-1990, no "meio" de uma área de classe média, gerando intenso debate político e ideológico:   1

- Domingo no Parque da Redenção (observe as paineiras em época de floração):

a)  cores da natureza do Parque:    1,   2,   3  4,   5,   6,   7

b)  pátio interno do Colégio Militar de Porto Alegre, que está completando 90 anos de fundação:   1,   2,   3  4

c)  mostra do 3o. Salão de Extensão da UFRGS:   1,   2,   3  4,   5,   6

IMAGENS DE 16/03/2002: 

PORTO ALEGRE-RS:

- amanhecer na cidade:   1,   2

BOM PRINCÍPIO-RS:

Bom Princípio é conhecida como a "terra do moranguinho"; mas também é a capital nacional das telhas esmaltadas;  terra de fabricação de cerâmicas em geral e de móveis, e terra de uma natureza pujante, de fortes, vivas e muitas cores. Confira as bonitas imagens seguintes:

a) cores de casas, de campos e de flores:    1,   2,   3  4,   5,   6

A imagem 1 mostra a casa onde funcionava, até meados da década de 70,  o armazém de "dona Alféria",  que era pessoa muito conhecida e estimada na região,  por sua liderança, seus ideais e sua ativa participação em  eventos sociais e culturais da antiga "vila"  de Bom Princípio.  Atualmente, funciona na casa uma escola de danças de ballet  para crianças  e, nos fundos, uma floricultura. 

b) localidade de Bela Vista, terra da fábrica-mãe de telhas esmaltadas denominada Cerâmica Vogel,  que deu origem a uma verdadeira "família" de empresas de telhas esmaltadas com a marca "Vogel" (que no idioma alemão significa pássaro); os produtos das empresas estão representados em centenas de municípios do RS, de outros Estados do Brasil e mesmo no exterior, inclusive nos Estados Unidos: Cláudio Vogel, João Vogel e Marlene Vogel:    1,   2,   3  4  5,   6,   7

Vale a pena observar o colorido lilás da floração das paineiras existentes na mata da encosta do rio; de acordo com a literatura, originalmente as paineiras se estendiam do norte do Brasil até Santa Catarina; todavia, cabe perguntar: quem as teria plantado nesta mata de encosta de morro,  impróprio para a lavoura e, por isso, provavelmente nativa?

 A capela (imagem 6)  é dedicada a São Luis, e foi na capelinha anterior, em janeiro de 1868,  que Lamberto Versteg veio para uma missa de Kerb,  quando sua família foi raptada por indígenas que acampavam no sopé do Morro Canastra, em São Vendelino; esta impressionante história foi relatada no livro "As Vítimas do Bugre",  escrito em 1924 pelo cônego Matias José Gansweidt, a partir de depoimentos do próprio Lamberto, e conterrâneos seus. Em 1996, várias centenas de descendentes da família se reuniram na localidade de Desvio Blauth, em Carlos Barbosa-RS,  e depois na sede em São Vendelino, vindos de vários Estados do Brasil, bem como de outros países próximos, para onde migraram. O maior número de descendentes de Lamberto Versteg estaria vivendo em Arabutã, no Estado de Santa Catarina. 

A última imagem da lista mostra uma antiga casa de comércio, de grande valor histórico, construída em 1898; por esse caminho de Bela Vista atingia-se logo adiante a localidade de Escadinhas e, pouco mais adiante ainda, a vila de Feliz.

c) nova ponte sobre o rio Caí; a comunidade aguarda com ansiedade a definição do novo trajeto de duplicação, pelo atual ou pela várzea, "cortando" ou contornando a cidade, com vistas a desafogar, tranquilizar e diminuir o número de acidentes no trecho urbano:    1

 =>   Outras informações sobre Bom Princípio-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

IMAGENS DE 10/03/2002: 

PORTO ALEGRE-RS:

- Lago do Guaíba, num domingo de manhã:   1

- Floração de paineira;  seu nome oficial é chorisia speciosa; é nativa do Brasil; suas flores são brancas e de diversos tons de rosa e lilás:   1

IMAGENS DE 09/03/2002: 

PORTO ALEGRE-RS:

- amanhecer na cidade:   1,   2

- anoitecer na cidade:   1,   2,   3  4,   5,   6,   7,   8

IMAGENS DE 03/03/2002: 

BOM PRINCÍPIO-RS:

- magnífico contraste de cores, formado pelo vermelho púrpura de flor de jardim e o azul celeste do firmamento, em dia de intenso sol de verão:   1