IMAGENS DE  31/05/2003: 

PORTO ALEGRE-RS

Inauguração do Shopping Total

Porto Alegre recebe recebeu no último dia 29 mais uma grande alternativa para compras, gastronomia e lazer, com a inauguração do Shopping Total, localizado na avenida Cristóvão Colombo. Resultado de um investimento de R$ 45 milhões iniciado em julho do ano passado, o Total chega com o slogan 'Tem Desconto e Muito Mais'. O shopping tem a proposta de fazer constantes campanhas e promoções de preços. A empreendedora do investimento é a  PortoShop S/A.

Ao todo, 2,5 mil empregos foram criados para a entrega do conjunto de obras. O shopping atenderá das 10h às 22h. Inicialmente, estão sendo liberados os prédios 7 com 437 lojas e quatro pavimentos, dos quais dois para estacionamento; o 6, de dois pavimentos, onde se localiza a praça de alimentação; e o 4, local do Continental Bingo. O complexo de obras é formado por um conjunto harmonioso de sete blocos e a tradicional chaminé, integrando a arquitetura do começo do século passado, de quatro prédios restaurados, da antiga fábrica da cervejaria Brahma, com três novas edificações. O terreno tem 54 mil metros quadrados, mas a área construída chega a 63 mil metros quadrados - dos quais, 42 mil metros quadrados são área nova.

Na praça de alimentação 14 lojas atendem ao público e na área de serviços funcionarão 21 estabelecimentos. Os quatro prédios restaurados receberão futuramente 107 lojas. No espaço reservado ao lazer e entretenimento, destacam-se cinco salas de cinema. Cinco restaurantes fazem parte do shopping. O estacionamento oferece 1.734 vagas fixas. Elas correspondem a 7,2 mil vagas rotativas. Inicialmente não será feita cobrança para estacionar no local, pelo menos  nos primeiros 90 ou 120 dias. Toda essa infra-estrutura é servida também de sete elevadores, duas escadas rolantes e um sofisticado sistema de prevenção de incêndios.

Entre as grandes lojas do Total, destacam-se o supermercado Zaffari - que deverá abrir em setembro -, a microcervejaria Brauhaus, a megastore da Rebook, Empo, Panvel, McDonald's, Multisom, Panvel, Rainha das Noivas e a cave da Vinícola Aurora, entre outras. Somente na finalização e preparação da inauguração estão trabalhando 1,2 mil pessoas. Na sua abertura ao público, ocorrido ontem, o Shopping Total recebeu a população do bairro Floresta meia hora antes do horário tradicional (10h), com tapete vermelho. O superintendente do empreendimento é Eduardo Oltramari.

No conjunto das obras, destaca-se a recuperação dos belíssimos prédios projetados pelo arquiteto alemão Theo Wiederspahn, construídos no período de 1911 a 1914, que marcam de forma indelével a cidade. Somente por isso a obra já valeu a pena. 

Veja imagens:    

1,   2,   3,   4,   5  6,   7,   8,   9,   10  11,   12,   13,   14,   15,   16,   17,   18,   19,   20,   21,   22,   23,   24

IMAGENS DE  28/05/2003: 

PORTO ALEGRE-RS

Posse na Comissão de Assuntos Municipais da Assembléia Legislativa

Com a mudança de partido do deputado estadual Osmar Severo (que passou do PTB para o PDT), tomou posse como novo presidente da Comissão de Assuntos Municipais o deputado estadual Abílio dos Santos (do PTB), ficando Osmar Severo na vice-presidência. A solenidade foi presidida no final da manhã desta 4a. feira pelo presidente do Parlamento gaúcho, deputado Vilson Covati (do PP), e prestigiada por vários deputados estaduais e expressivo público presente. A Comissão de Assuntos Municipais ocupa-se, como o próprio nome expressa, de assuntos que dizem respeito aos municípios, principalmente os concernentes ao desenvolvimento, onde se inclui a questão sempre polêmica das emancipações e anexações. No Rio Grande do Sul, existem atualmente 497 municípios, e mais de 100 localidades com interesse em se emancipar (para conferir a lista, clique aqui).  Em seu pronunciamento, o presidente da Assembléia Legislativa gaúcha reiterou o apoio da Casa à manutenção do status de município para Pinto Bandeira-RS, conforme vontade expressa em lei votada no ano de 1996,  e à devolução aos Estados a prerrogativa de legislar sobre emancipações e anexações de áreas, tendo em vista as inúmeras e diferentes peculiaridades existentes num país imenso, com 27 Estados e cinco grandes regiões, que nenhuma lei central e única consegue abarcar e contemplar adequadamente nesse aspecto.

Veja algumas imagens da posse:   1,   2,   3,   4

Para acessar mais textos, estudos  e materiais sobre emancipações, clique aqui

IMAGENS DE  25/05/2003: 

MARQUES DE SOUZA-RS

"Caravana das Emancipações"

Nesse domingo de frio e sol na região sul do Brasil, representantes de várias áreas com interesse em se emancipar promoveram uma segunda reunião regional na localidade de Vila Fão, distrito do município de Marques de Souza. De Porto Alegre, também seguiu um ônibus, com representantes de áreas próximas da capital, como a Vila de Itapuã (do município de Viamão-RS) e Barro Vermelho (de Gravataí-RS), além de representantes da Comissão de Assuntos Municipais da Assembléia Legislativa, amigos e apoiadores dos pleitos, inclusive de representante destacado por um senador do Estado. No Rio Grande do Sul, já existem mais de 100 áreas com processos iniciados junto a Comissão de Assuntos Municipais (para conferir a lista, clique aqui). 

A Vila Fão foi ocupada pelos idos de 1907, por colonos de descendência italiana. Teve um crescimento inicial rápido, chegando a ser chamada de "distrito celeiro do Vale do Taquari"; na época, até chegou a contar com um hospital bem equipado e prestigiado. Todavia, foi atingida por uma série de reveses, como a passagem da BR-386 (ou "estrada da produção" do RS)  por uma rota alternativa (do outro lado do rio que margeia a vila), teve sucessivos impasses posteriores, nunca resolvidos, em relação a algum acesso mais adequado e asfaltado até a BR-386, bem como dificuldades e insucessos no encaminhamento e credenciamento de pedidos de emancipação, nas listas de 1992 e 1996.  Mesmo assim, a comunidade ainda não perdeu as esperanças, é paciente e persistente, e novamente se perfila dentre as áreas com interesse em buscar sua autonomia política. Esta parece ser uma das poucas alternativas e chances de voltar a ter progresso e decidir os caminhos do seu próprio futuro. Mesmo estagnada economicamente, a localidade teria grandes chances de voltar a ser bem mais ativa e progressista que atualmente; ali se encontram, por exemplo, empreendimentos modelares de criação de suínos. Também produzem expressiva quantidade de bergamotas. Com maior autonomia, é provável que teriam mais forças para melhorar os acessos, trazer novos empreendimentos dinâmicos, inclusive indústrias, prover melhores condições de trabalho, saúde, educação, lazer e cultura. E é certo que uma nova vida e futuro floresceria por ali.

Um grande público prestigiou a reunião regional da AGAEA (Associação Gaúcha de Áreas Emancipandas e Anexandas), presidida por Ederaldo Araújo, que também é representante da comunidade de Itapuã, uma das mais antigas, bonitas e peculiares vilas formadas ao longo da história do RS, que atualmente pertencente ao município de Viamão-RS. Dentre as áreas emancipandas, está incluída novamente a localidade de Bojuru, outra vila mais antiga ainda, uma das primeiras  do Estado gaúcho, situada entre os municípios de Tavares-RS e São José do Norte-RS,  justamente no caminho que antigamente tropeiros e portugueses faziam, deslocando-se entre as localidades de Colônia do Sacramento (do atual país Uruguai) e Laguna, do atual Estado de Santa Catarina, que era então a localidade mais meridional da "colônia portuguesa" do Brasil.

Mesmo tendo ocorrido num típico e bonito domingo de sol, dias assim não significam "dias perdidos" para quem vai como representante de área, ou meramente como apoiador dos pleitos. Reuniões comunitárias assim, em colônias do interior do RS, sempre são uma festa. De modo geral, sempre ocorrem recepções muito calorosas, com reuniões alegres, comida e bebida farta, entrecortadas com muitas músicas típicas, cantos, trovas e falas; nessas horas, também nunca falta uma boa sobremesa. Um dia de inverno como esse passa muito rápido, quando se nota já é anoitecer e hora de voltar.  Assim se fica esperando, até uma próxima visita a alguma outra localidade eleita para sediar uma reunião seguinte, com a "caravana das emancipações" de localidades, que querem enriquecer e tornar mais interessante, colorido, rico e desenvolvido um Estado como o Rio Grande do Sul, que constitui um verdadeiro mosaico de etnias, geografias, vilas e cidades. 

Veja algumas imagens da nossa visita:    1,   2,   3,   4,   5,   6,   7,   8,   9,   10,   11

IMAGENS DE  13/05/2003: 

PORTO ALEGRE-RS

"Porto Alegre no paraíso" ou "Porto Alegre em chamas"

são títulos que se poderia dar à paisagem formada pela neblina sobre a cidade,  na parte mais baixa da cidade, junto ao rio Guaíba, na manhã  desta 3a. feira. Nesta época do ano, é comum se formarem intensas neblinas, que cobrem extensas partes mais baixas da cidade, principalmente as situadas mais proximamente ao rio (que de fato é um lago) Guaíba. 

Veja que imagem interessante:   1

IMAGENS DE  10/05/2003: 

PORTO ALEGRE-RS

No final-de-semana que passou, a capital gaúcha sediou uma etapa do campeonato mundial de skate denominado "Red Bull Skate Pro", no Anfiteatro Pôr-do-sol. Foi uma oportunidade para muitos jovens fazerem suas proezas e acrobacias com seus skates. O título ficou com o "mineirinho", atual líder do ranking mundial, que garantiu seu favoritismo:   1

Imagens de um sempre bonito pôr-do-sol, na orla do Guaíba, junto ao "Gasômetro":   1,   2,   3,   4,   5,   6,   7,   8

IMAGENS DE  01/05/2003: 

TORRES-RS

A cidade-praia de Torres fica no extremo norte do litoral do Rio Grande do Sul (RS), junto ao rio Mampituba, que desce da Serra Geral em direção ao mar, traçando a fronteira com o Estado de Santa Catarina nesta região do Brasil.  Possui uma das geografias mais bonitas do Brasil, com suas formações rochosas avançando sobre o mar.  Por isso, constitui um dos melhores "cartões de visita" para turistas, como "Jurgen e Doris", que vieram visitar o Estado e fomentar o intercâmbio entre as cidades de São Vendelino (no Brasil) e Sankt Wendel, do Estado alemão de Saarland, que fica no sudoeste da Alemanha, na fronteira com a França. Pode-se afirmar que São Vendelino e Sankt Wendel são de fato duas cidades irmãs, em nome e formação étnica-cultural, porque a maioria da população de São Vendelino descende de colonos originalmente vindos de Sankt Wendel, inclusive os ascendentes do cardeal D. Vicente Scherer (para ver mais informações sobre o intercâmbio cultural entre São Vendelino e Sankt Wendel, clique aqui). 

No rio Mampituba, a presença de botos sempre indica a proximidade de cardumes de peixes; e quando acontece, como nesse dia de feriado no Brasil, em homenagem aos trabalhadores, muitos pescadores se colocam a postos com suas tarrafas, para o trabalho de pescar.  

Veja algumas imagens ilustrativas de uma 5a. feira de tarde ensolarada:    1,   2,   3,   4,   5,   6,   7

TRÊS FORQUILHAS-RS

Dentre os primeiros imigrantes alemães que vieram ao Estado do Rio Grande do Sul, em 1824, assentando-se provisoriamente na Fazenda do Linho Cânhamo, em São Leopoldo-RS,  parte deles deslocou-se posteriormente para a região do atual município de Mampituba; de fato, aquela área é constituída por uma várzea, junto ao rio Mampituba, num canto entre os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, bem no sopé das montanhas que formam os Aparados da Serra.  Todavia, logo na chegada dos colonos alemães, sobreveio grande e surpreendente enchente, que assustou os colonos, e fez com que buscassem outras colônias, em dois grupos ou turmas. Uma (de evangélicos) instalou-se na região do atual município de Três Forquilhas-RS; e outra (de católicos), na "Colônia São Pedro", que forma o atual município de D. Pedro de Alcântara. Ainda é possível encontrar interessantes e ilustrativos resquícios desta época, como uma genuína casa típica alemã, construída em 1828, que encontramos na estrada que liga os municípios de Três Forquilhas e Itati, junto a um rio que atravessa o município (e lhe deu o nome de Três Forquilhas). A casa encontra-se em estado bastante original, contando inclusive com "parrotes" e um forno originais, que precisam apenas de verbas para a restauração.  A dúvida ficou por conta do telhado, que se apresenta num estilo português típico daquela época, semelhante aos telhados encontráveis em casas portuguesas antigas, como no município de Rio Pardo-RS.  Comenta-se por ali que a casa constitui  o exemplar mais antigo da imigração alemã no Rio Grande do Sul:   1,   2,   3

Webmaster: lrklering@adm.ufrgs.br