Apoio:

Esta notícia:                   

Outras notícias:            

Brasileiros são convidados especiais em encontro dos Altstadfreunde em St. Wendel

Jürgen Zimmer

Já virou uma bela tradição para os St. Wendeler Altstadfreunden (amigos da cidade antiga de St. Wendel) festejar um pré-kerb, sempre na quarta-feira antes do Kerb, no local tradicional de encontro, o restaurante “Zum Goldenen Esel”, com a presença de convidades especiais. 

Este ano, o sr. Gerad Weber, presidente do clube, teve a honra de convidar os seis jovens brasileiros de São Vendelino, que são descendentes de alemães e que estão por um ano em St. Wendel, fazendo um estágio. 

Os jovens foram surpreendidos com aplausos e  recebidos numa animada festa de confraternização por todos os membros do clube, que semanalmente se reúnem no local para degustar algum prato típico da região, beber uma cerveja ou saborear um bom vinho, e conversar bastante. 

Na ocasião, os jovens ficaram surpresos ao ver no livro de visitas, que pertence ao dono da casa, que há 12 anos atrás o sr. Jair Fernando Baumgratz, então prefeito de São Vendelino, também esteve ali e deixou uma mensagem  para os futuros visitantes de São Vendelino à St. Wendel. 

Da mesma forma como aconteceu ao ex-prefeito, o livro foi repassado aos estagiários Angela Fritzen Mertins, Augusto Griebler, Leandro Recktenwald, Luciano Brückmann, Eusédio Chassot, Samuel Werner e Simone Seibert (que estava visitando os jovens em St. Wendel), para que ali deixassem sua dedicatória. Tal dedicatória, também com já havia acontecido há 12 anos atrás, foi ilustrada com a logomarca das duas cidades (alemã e brasileira) pelo desenhista Karl Heindl. 

Jürgen Zimmer, vereador da cidade de Oberlixweiler e membro da „Deutsch-Brasilianischen Freundeskreis“, responsável pela estadia dos jovens na Alemanha e que sempre os acompanha nos eventos em que são convidados para representar sua cidade, aproveitou para falar um pouco do trabalho que os estagiários estão desenvolvendo e também da importância de fortalecer e aumentar sempre mais a relaçãoo entre as cidades de São Vendelino e St. Wendel. 

Além disso, foi passado um vídeo da cidade de São Vendelino, enviado pelo prefeito Régis Fritzen, para que as pessoas presentes pudessem ter uma idéia de como é e como vivem os moradores desta pequena cidade localizada no sul do Brasil e que nos últimos anos tem despertado crescente atenção, curiosidade e interesse dos moradores de St. Wendel.  

A partir daí, também os jovens vendelinenses, usando fotos, folders, recortes de jornais, informativos e bandeira do município, puderam responder a inúmeras perguntas curiosas com relação a sua cidade de origem. 

Todos os membros do clube comentaram que estavam surpresos com a boa comunicação dos jovens através da língua alemã. Alguns até chegaram a comentar que não entendiam como que moradores do Brasil, onde só se fala a língua portuguesa, puderam preservar tão bem o dialeto da região de St. Wendel, levado pelos antepassados mais de 150 anos atrás. 

Foto:  confraternização dos estagiários com o grupo Brasilianer Altsfreunde, de St. Wendel

Observação: caso deseje alguma informação a mais a respeito do trabalho dos estagiários na Alemanha, solicite-as para a bolsista Angela, pelo endereço angel@bommtempo.com.br.