IMAGENS DE 14/08/2001: 

PORTO ALEGRE-RS: 

- primeiros sinais da volta da primavera, na Praça da Matriz:   1,   2

- reforma do prédio conhecido como "Forte Apache", que foi sede (provisória) do governo estadual no período de construção do Palácio Piratini, entre 1911 e 1921; o prédio será usado pelo Ministério Público, estabelecendo uma "ponta" ou representação ao redor da praça, que já concentra as sedes dos poderes executivo (com o Palácio Piratini), legislativo (Palácio Farroupilha), judiciário (Palácio da Justiça), além da administração da Igreja Católica (na Catedral metropolitana);   1

- monumento a Júlio de Castilhos, governador do Estado do RS no final do século XIX (1893 a 1899), e líder do positivismo no RS, que teve, depois, forte influência no Brasil inteiro, no período do presidente Getúlio Vargas; o monumento em bronze (construído em 1913, na gestão do governador Carlos Barbosa) foi desenvolvido pelo escultor Décio Villares, que também fez o desenho da atual bandeira do Brasil, contendo a inscrição positivista "Ordem e Progresso"; Júlio de Castilhos nasceu em 1860, no município que tomou seu nome: Júlio de Castilhos.  Diplomou-se na Faculdade de Direito de São Paulo, onde tomou contato com as idéias positivistas do filósofo francês Augusto Comte. Em 1893, na revolução federalista, derrotou os "maragatos" (federalistas e monarquistas, liderados por Gaspar Silveira Martins, que usavam lenços vermelhos) como líder dos "pica-paus republicanos" (adeptos do Estado local forte e autônomo, que usavam lenços brancos). 

No monumento da Praça da Matriz, a figura do estadista parece querer levantar-se para agir, depois de ler um livro, que segura na mão esquerda, indicando o caráter do homem prático (e do poder executivo, em relação ao legislativo e judiciário); no lado esquerdo do monumento, um personagem representando a coragem empunha os louros da vitória; ao fundo, a figura da prudência detém os ímpetos, apontando os perigos; no lado direito da figura de Júlio de Castilhos, uma figura representando a firmeza, de porte atlético, celebra a perseverança do líder; dominando o conjunto, uma figura representando o civismo ergue a bandeira nacional, símbolo do amor que impulsiona as grandes façanhas e conquistas. 

Imagens do monumento, tendo ao fundo a Catedral Metropolitana e sua enorme cúpula, que constitui a 2a. maior do mundo, somente menor que a da Santa Sé em Roma :   1,   2,   3,   4,   5,   6

(Fonte de informações sobre o monumento a Júlio de Castilhos: livro Rio Grande do Sul: um século de história, coordenado por Carlos Urbim e publicado pela Mercado Aberto, em 1999; vol. 1, p. 81-82).

IMAGENS DE 13/08/2001: 

PORTO ALEGRE-RS: 

- nascer do sol:   1

IMAGENS DE 11/08/2001: 

PORTO ALEGRE-RS: 

- exportação de carrocerias de ônibus, via porto Navegantes, pela empresa Marcopolo, de Caxias do Sul-RS; a empresa Marcopolo fatura cerca de R$ 1 bilhão por ano; constitui uma das maiores empresas do Estado do Rio Grande do Sul e a 2a. maior montadora de carrocerias de ônibus do mundo; e exporta para várias dezenas de países; o lote de cerca de 150 carrocerias de ônibus está sendo exportado para o México:   1,   2,   3,   4,   5,   6

- entrada para a cidade, via Avenida Castelo Branco:    1,   2,   3,   4

 

BOM PRINCÍPIO-RS: 

Imagens de "fandango" realizado no CTG (Centro de Tradições Gaúchas) "Porteira Aberta":     1,   2,   3,   4

Fandangos constituem bailes tradicionalistas dos gaúchos (pessoas nascidas no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil, ou que assumiram a cultura do povo nascido nesta terra ou Estado); para esses eventos, os adeptos da tradição gaúcha vestem (normalmente) trajes típicos: os homens ou "peões",  vestem pilchas; e as mulheres ou prendas, vestidos característicos. Outras manifestações típicas da tradição dos gaúchos incluem: hábito de tomar chimarrão e comer churrasco, cultivar música e dança gauchesca, uso de dialeto próprio (recheado de expressões como "bah", "tchê" e outras). 

 =>   Outras informações sobre Bom Princípio-RS: veja no site Terragaúcha e do NUTEP/UFRGS

IMAGENS DE 07/08/2001: 

PORTO ALEGRE-RS: 

- pôr-do-sol:   1,  2

- reunião na Assembléia Legislativa do RS, de deputados e áreas com interesse em se emancipar, com vistas à definição de estratégias e ações, diante da situação criada com a instituição de emenda à constituição federal, que dificulta novas emancipações de municípios pelo país; na reunião, foram apresentados dois casos de municípios novos, Tupandi e Lagoa dos Três Cantos, que obtiveram grande progresso com as emancipações que lograram obter em 1988 e 1992, respectivamente; estiveram presentes na reunião representantes de mais de 90 áreas com interesse em se emancipar:   1,   2,   3,   4,   5,   6,   7

Reveja breves documentários feitos, dos municípios novos e pequenos de Tupandi e São Vendelino, visitados anteriormente. Documentários de outros municípios, podem ser conferidos na seção "Nós estivemos lá...", do site Terragaúcha.

IMAGENS DE 05/08/2001: 

BENTO GONÇALVES-RS: 

- pórtico de entrada:   1

- casa de informações para turistas:   1

- Igreja e praça central:   1,  2,  3

- instalações da Vinícola Aurora:    1,   2

- Hotel Dall'Onder:   1

- instalações do Parque da Fenavinho:   1,  2

- panoramas da área urbana de Bento Gonçalves, obtidos a partir da estrada em direção a Pinto Bandeira-RS:   12,   3

- ruas e prédios da área central:   12,   3,   4,   56,   7,   8,   91011

 =>   Outras informações sobre Bento Gonçalves-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

PINTO BANDEIRA-RS: 

- praça da igreja:    1,   2,   3,   4

- áreas, objetos e pinturas internas da igreja,  que foi restaurada recentemente:   1,   2,   3,   4,   56,   7,   8,   91011

- Centro administrativo municipal:   1,  2,  3

- rua principal:   1,  2

- praça central da cidade:   1,   2,   3,   4

- panorama da cidade, vista de longe, pelo lado norte:   1

- ginásio de esportes, construído recentemente:   1

- instalações da Vinícola Pompéia:   1,  2,   3,   4

- casas residenciais bonitas:   1,  2,   3,   4

 =>   Outras informações sobre Pinto Bandeira-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

O município de Pinto Bandeira foi instalado recentemente, em 01/01/2001. Todavia, sua criação está sendo questionada junto ao STF (Supremo Tribunal Federal)  pela prefeitura de Bento Gonçalves, seu município de origem.

O município dista cerca de 13,5 km de Bento Gonçalves, ao qual está ligado por uma estrada asfaltada. Nos poucos meses de vida administrativa, sua administração conseguiu realizar importantes melhorias. A praça da matriz e a praça central estão bem cuidadas. A igreja foi recentemente restaurada, visando recuperar importante patrimônio físico e histórico da comunidade. Casas antigas e típicas foram reformadas. As edificações, equipamentos e máquinários públicos estão zelosamente cuidados. Economicamente, o município é altamente promissor e viável. Todavia, a pendência da decisão de Brasília, quanto ao futuro do município, trouxe desalento e desânimo.

Desde 1982, foram criados 265 novos municípios no Estado do RS, aumentando sua quantidade de 232 para 497 municípios. Do ponto de vista social, cultural e econômico, as emancipações trouxeram inequívocos benefícios para o Estado.  O progresso dos primeiros 12 processos de emancipação foi contagiando outras áreas, estimulando  sucessivas levas de comunidades a buscarem semelhantes benefícios e status; em 1988, foram criados outros 89 municípios novos; em 93, mais 94; em 1995, outros 40, tendo ficado 30 para trás, que puderam finalmente serem instalados na "aurora" do ano de 2001. Dentre esses 30, está o novo município de Pinto Bandeira, que teve dificuldades maiores para conseguir fazer passar seu processo de emancipação.

No RS, as regiões com maior número de municípios são as que mais progridem; os municípios que se vangloriam das suas grandes extensões de terra, e de terem evitado a todo custo fragmentar-se, são também, de modo geral,  mais estagnados e menos progressistas.  Outros municípios que se fragmentaram (via emancipações de áreas no seu entorno) criaram mercados mais dinânimos, incrementando as opções, investimentos, renda e demanda.

Os municípios menores conseguem, de modo geral, cuidar melhor das suas crianças, jovens, idosos, colonos e outras categorias. Aumentam a auto-estima da sua gente, que se reflete em ações mais efetivas, patrimônios públicos e históricos melhor cuidados e aumento da renda, com reflexos positivos locais e regionais. A melhoria nos níveis de qualidade de vida do Estado se deve em grande parte aos melhores cuidados prestados a populações mais humildes, nesses rincões que lograram obter o status de municípios e cuidar de forma autônoma dos seus rumos e desenvolvimento.

 

IMAGENS DE 04/08/2001: 

SÃO JOSÉ DO HORTÊNCIO-RS: 

O município de São José do Hortêncio faz parte da "velha colônia" alemã, e surgiu a partir da "interiorização"  do processo de colonização alemã,  iniciada na Feitoria do Linho Cânhamo, em São Leopoldo, nos idos de 25/07/1824.

Originalmente era conhecida como "Linha Portuguesa"; mais tarde, a ocupação do Vale do Caí avançou melhor pelo outro lado do morro, junto ao Rio Caí, usando como base de apoio o porto de São Sebastião do Caí, que por muito tempo constituiu município-mãe de São José do Hortêncio, até que se emancipou em 1988. 

A cidade ainda preserva características originais, principalmente a de ter uma longa rua principal, que constituía a antiga "linha" ou "picada", que levava em direção à localidade de Vale do Lobo, do município de Feliz.  O Vale do Lobo fica no outro lado do morro que fica ao norte da cidade; ali, no outro lado, existe um bonito e bucólico vale, que leva em direção à cidade de Feliz; essa localidade produz expressiva parte do total de moranguinhos do Rio Grande do Sul.

- panoramas da cidade, obtidos a partir da estrada de acesso pelo lado sul da cidade:  1,   2

- rua principal:   1,   2,   3,   4,   5

- casa antiga, construída em 1877:  1,   2

- outros prédios da área central:  1,   2,   3,   4

- centro administrativo municipal:  1,   2,   3,   4,   5

- casa de colono pioneiro, em estilo renano:   1,   2

- panoramas da cidade, obtidos a partir do morro que circunda a cidade pelo lado norte:  1,   2,   3,   4,   5

 =>   Outras informações sobre São José do Hortêncio-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

FELIZ-RS

- localidade de Vale do Lobo, que tem forte participação na produção de moranguinhos do RS:  1,   2,   3

- localidade de Escadinhas; antigamente, o acesso à região de Caxias do Sul era feito por essa estrada, porque logo adiante tinha sido construída sobre o Rio Caí, pelos idos de 1900, uma ponte de ferro trazida da Bélgica:  1,   2,   3,   4

 =>   Outras informações sobre Feliz-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

BOM PRINCÍPIO-RS

- várzea do Rio Caí, no limite do município com Feliz; ao fundo, aparece a área urbana do município:  1,   2,   3,   4

 =>   Outras informações sobre Bom Princípio-RS:  veja no site do NUTEP/UFRGS

 

IMAGENS DE 03/08/2001: 

PORTO ALEGRE-RS: 

- final de tarde e de semana na cidade,  e a lua "espiando",  para tomar conta da noite:    1,   2,   3,   4,   5

 

IMAGENS DE 02/08/2001: 

PORTO ALEGRE-RS: 

- pôr-do-sol sobre o Rio Guaíba:   1,   2

- Viaduto Otávio Rocha,  popularmente conhecido como "Viaduto da Borges" (porque se localiza na Av. Borges de Medeiros):   1,   2,   3,   4

O viaduto está prestes para ser reinaugurado, no dia 16/08/2001, após mais de 4 anos de reforma artística e estrutural. Está tombado pelo patrimônio histórico do município desde 1988. Foi idealizado pelo intendente da época, Otávio Rocha, projetado pelos engenheiros Manoel Itaquy e Duilio Bernardi, e construído pela firma alemã Dyckerhoff e Weidmann, entre 1928 e 1932.  O viaduto possui uma estrutura de concreto armado, com três vãos e quatro rampas de acesso para pedestres. Na parte central de cada rampa, há uma escadaria que leva à rua Duque de Caxias. Todo o revestimento foi feito em reboco de pó de granito, de cor cinza, dando um aspecto de pedra aparelhada. 

Com a reforma, todas as 36 lojas do viaduto foram restauradas e ganharam novos pisos, esquadrias, instalações elétricas, hidráulica e telefônica. 

 

IMAGENS DE 01/08/2001: 

PORTO ALEGRE-RS: 

- pôr-do-sol sobre o Rio Guaíba:   1