Apoio:

Esta notícia:                   

Outras notícias:            

Despedida na grande estação de trem

Jürgen Zimmer

A expressão de que o tempo passa rápido pode ser comprovada quando Luciano Brückmann, Eusédio Chassot, Leandro Reckenwald e Samuel Werner, quatro dos seis estagiários vendelinenses, puseram-se a caminho de casa. O número de amigos que eles conquistaram no último ano pôde ser visto na “grande estação de trem”, preparada para eles na estação de trem em St. Wendel. A boa adaptação durante o ano em St. Wendel pôde ser comprovada pelas lágrimas que rolaram na despedida. Augusto Griebler já tinha voltado para São Vendelino no final de julho para começar a faculdade dando prosseguimento ao seu estágio. A única estagiária, Ângela Maria Fritzen Mertins, que concluiu um estágio na administração municipal de St. Wendel, somente retornará ao Brasil após o Dia de Saarland. Ela quer obter ainda, após essa grande realização, mais experiência para aplicar mais tarde no seu trabalho na administração municipal de São Vendelino. Lá ela atuará na área de turismo e organização de eventos, como, por exemplo, a Festa da Cidade e o Campeonato Brasileiro de Montain Bike. Doris Kettenhofen, Klaus Lauck e Jürgen Zimmer, do Círculo de Amizade Teuto-brasileiro Saarland-Rio Grande do Sul, também puderam traçar um saldo positivo depois de doze meses de estágio: “Os estágios foram um completo sucesso, as expectativas dos estagiários e também dos empregadores foram mais do que preenchidas e todos os envolvidos estão muito satisfeitos com os resultados.”  Também a integração social em Oberlinxweiler, onde os estagiários moraram durante o ano, funcionou da melhor forma possível: Samuel Werner e Luciano Brückmann concluíram um curso no Corpo de Bombeiros Voluntários de Oberlinxweiler e foram aprovados na prova com sucesso. Com isso foi lançada a base para a criação de um Corpo de Bombeiros Voluntários em São Vendelino.  Leandro Reckenwald e Augusto Griebler também jogaram no time do SV Oberlinxweiler Fußball e auxiliaram a equipe a subir no grupo A da liga distrital. Além disso foram feitas muitas outras amizades.

Klaus Lauck, presidente do Círculo de Amizade, agradece em nome da instituição, a cidade de St. Wendel, pelo apoio dispensado ao projeto de estágios. Ele manifestou o desejo de que, depois da oficialização de um pacto de cidades co-irmãs entre St. Wendel e São Vendelino, em julho deste ano, outras iniciativas na área de cultura, trabalho, esporte e turismo possam ser realizadas.

O primeiro projeto concreto já está pronto: em outubro de 2003 acontece a viagem de um segundo grupo de turistas de St. Wendel para o Brasil, onde, ao lado de pontos turísticos como o Rio de Janeiro e as Cataratas do Iguaçu, também se encontra no programa o conhecido “Kerb de St. Wendel”. Em outubro de 2004 deve ser realizada outra viagem a São Vendelino, cujo programa também incluirá uma visita à mundialmente conhecida Oktoberfest de Blumenau.

Foto: primeira fila:  Jürgen Zimmer, Doris Kettenhofen, Sarah Barbara Lauck e Klaus Lauck do Círculo de Amizade Teu-brasileiro, segunda fila: Eusébio Chassot, Leandro Recktenwald, Luciano Brückmann e Samuel Werner